Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sweet Nothing

Sweet Nothing

Ter | 10.08.10

Don't stop dreaming - Capítulo #14

Capítulo #14

[Chamada Telefónica]

Anne: Estou?

Mãe de Anne: Anne? Filha é a mãe.

Anne: Olá mãe.

Mãe de Anne: Liguei para saber se está tudo bem e para te dizer que infelizmente não podemos (eu e o teu pai), estar aí no dia do teu aniversário.

"Uau, tanta preocupação e tão más notícias, terá ela um bom motivo para não estar cá?"

Anne: Oh ... por aqui está tudo bem. Mas não podem estar cá porque?

Mãe de Anne: O teu irmão tem consulta nesse dia e ... bem nós queríamos passar um aniversário com ele.

Anne: Pois claro. É normal, não te preocupes, eu fico bem. O Richard deve querer a família dele ao lado dele.

Mãe de Anne: Querida, não vamos falar disso agora. O teu irmão adora-te há sua maneira.

Anne: Não me queres chatear ou por de mau humor pois não? Olha não vamos ter esta conversa agora. Desculpa, mas vou desligar, tenho coisas a fazer na cozinha. Beijinhos ao pai!

Dito isto, desliguei o telefone. Não tinha paciência para as desculpas dela. O Richard foi sempre o menino preferido, o protegido e a culpa dele ter ido embora era minha. Se antes tinha dúvidas que os meus pais achavam isso, agora tinha certezas. Podem achar que fui dura com a minha mãe, mas eu não aguento isto.Ed: Está tudo bem , sweet?

Anne: Sim está.

Ed: Porque será que esse "sim está", não me convenceu?

Anne: Porque me conheces muito bem. Os meus pais não vão estar cá no meu aniversário.

Ed: Mas vê o lado positivo. Eu, o James e a Helen estamos !

Anne: Isso sim, é o lado positivo.

Agarrei-me a ele e beijei-o. Mais uma vez, os beijos dele, o simples toque dele na minha face era muito confortante, nesse momento eu e ele eramos um todo. Sim, eu tinha o homem perfeito e isso deixava-me feliz e completa.

7 comentários

Comentar post