Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sweet Nothing

Sweet Nothing

Qui | 05.08.10

Don't stop dreaming - Capítulo #9

Olá leitoras, tudo bem?

Desculpem postar tão tarde mas nem sempre estive aqui no pc

e tive de responder aos pedidos que me fizeram no meu blog de moda!

Vamos a mais um capitulo.

 

Capítulo #9

 

Entretanto em casa de Anne...

[Anne a narrar]

 

  A noite de ontem, deu para me mostrar o que o Ed gosta de mim. Ele foi muito querido! Acabei de tomar banho, vesti umas acid jeans, um tank top, e calcei as minhas havainas. Não me decidia quais as pulseiras, acabei por enfiar umas simples prateadas. Dei um geitinho ao cabelo e desci. Fui até a sala, e peguei no telefone fixo. Liguei a Helen.

 

[Chamada]

Anne: Estou Helen?

Mãe de Helen: Não Anne, sou a Mary, a Helen está aqui ao pé de mim, eu vou-lhe passar o telefone, beijinhos querida!

Anne: Beijinhos senhora Mary.

Helen: Querida, estás boa?

Anne: Sim, mais ou menos. Queres vir até aqui a casa?

Helen: Sim, estava já a ir para ai. O James ligou-me parece que vamos dar um passeio os quatro.

Anne: Pois, então despacha-te. Beijinhos , adoro-te sweet!

Helen: Até já, estou aí em cinco minutos o meu pai leva-me. Adoro-te sweet*!

 

A Helen, era sempre assim, a despachar, não gostava muito de conversas pelo telemóvel. Até ontem à noite ela era a única que sabia do Richard. Por falar nele. Será que a minha mãe já me tinha ligado a dar novidades?

Não tive de esperar muito, mal tinha pegado numa maçã já a campainha estava a tocar, era Helen, quase decerteza.

 

Anne: Helen!

Helen: Calma, não grites, já cheguei querida!

 

Não aguentei, o Richard voltou-me à cabeça e as lágrimas teimaram e saíram de novo. Helen, abraçou-me automaticamente, não foi preciso eu contar-lhe nada, pois ela percebeu logo.

 

Helen: Foram os teus pais e o Richard de novo!

Anne: Si..m!

Helen: Pronto meu anjo, está tudo bem! Foi por isso que depois de saires com o Ed, não vos vimos mais?

Anne: Sim... eu recebi um telefonema da minha mãe ... a dizer... a dizer.. que iam para La. Nem sequer me deixou perguntar nada.

Helen: Vais ver que está tudo bem. Calma.

 

Estivemos abraçadas durante muito tempo, não era preciso conversar. Ela sabia de tudo, ela compreendia-me. O silêncio foi enterrompido pela campainha.

 

Helen: Devem ser eles.

 

Corri para a porta, lá estavam eles. Eram realmente os manos mais belos da escola, mas o Ed era o mais bonito. Claro, a Helen era da opinião contrária. Abracei Ed, e cumprimentei o James com dois beijos na cara.

 

Anne: Entra James, a Helen está na sala.

James: Obrigada cunhadinha! [riu-se e entrou, mas não se livrou de um calduço de Ed]

Anne: Ed?! Deixa-o lá, ele não disse nenhuma mentira , ou disse?

Ed: Oh, claro que não amor, mas este puto às vezes estica-se. [Beija Anne]

...

Anne: Anda, nao ficamos a porta.

 

Estava a encaminhá-lo para a sala quando ele me pôs a mão na cintura virou-me e sussorou:

Ed: Esses teus ollhos não enganam. Estiveste a chorar, hoje não é dia de chorar

 

Abracei-o e disse para não se preocupar.

 

Finalmente, quando chegamos à sala, Helen e James estavam muito coladinhos e eu tive de forçar a tosse .

 

Ed: Bem, vamos almoçar a pizzaria e depois podemos ir ou ao bosque, ou à praia.

Helen: Eu por mim ia a praia, e tu James?

James: Eu também, e tu Anne?

Anne: Eu ... prefiro o bosque, mas podemos ir à praia.

James: Não faz mal, o meu irmão sempre gostou mais do bosque, vocês podem ir ao bosque, eu e a Helen, damos um pulo à praia e depois comemos na gelataria, o que acham?

Ed: Este puto, quando quer tem boas ideias.

Anne: Por mim tudo bem , mas não lanchamos na gelataria, eu estou sozinha em casa, por isso lanchamos aqui e podemos ver um filme.

Ed-James-Helen: Na boa.

 

Rimo-nos todos, não era normal aquela sintonia. Helen foi no carro com James e eu com Ed. Ed, ligou o rádio, estava a dar uma música bonita e calma. Começou a cantar... quando a música acabou!

Anne: Cantas tão bem.

Ed: Oh, obrigada, eu gostava era de te ouvir cantar.

 

Nunca mais tinha cantado, desde que o Richard foi embora, eu nunca mais tinha cantado para ninguem.

Anne: Desculpa Ed, eu não te quero magoar, mas eu nunca mais cantei para ninguem desde...

Ed: Pronto querida, um dia quando quiseres cantas! Não à problema! Chegamos!

 

Saímos e James chamou-me.

 

James: Annie, eu fiquei com o teu telemóvel, a Helen esqueceu-se dele no carro.Tens duas chamdas não atendidas, ligaram durante a noite, mas não vi.

Anne: Obrigada, e gostei do nome que me deste: Annie!

James: Se,pre às ordens. Annie!? Ontem o meu irmão disse-me que tens alguns problemas familiares, eu não me quero meter, mas se precisares de desabafar podes contar comigo. Eu sei que não me conheces bem mas..

Anne: Obrigada é muito querido da tua parte =D

 

Juntamo-nos aos outros e derrepente quando iamos para entrar o meu télemovel tocou.

 

Gostaram? meninas na lista de links vou por quem quer ser avisada dos novos capitulos

Se quiserem comentem o capitulo e eu vou colocando beijinhos

21 comentários

Comentar post

Pág. 1/2