Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sweet Nothing

Sweet Nothing

Dom | 10.10.10

Leitores ♥

Olá, eu sei eu sei: tenho andado muito desaparecida. As coisas não andam a correr bem por aqui. Como vocês sabem, estou com problemas por causa da palavra, ou aquilo que muitos dizem ser um sentimento: amizade.

 

 

 

 

______________________________________________________

(SEXTA - FEIRA, AULA DE FORMAÇÃO CÍVICA)

 

O professor a falar sobre a importância do amigo, da amizade.

 

Professor: Todos aqui têm um melhor amigo ou melhor amiga, certo? Os amigos fazem parte da nossa vida, como se fossem da nossa família. Mas será que podemos chamar amigo a uma pessoa que conhecemos a um dia?

 

Alguns colegas meus: Não ,

 

Professor: E se os conhecermos a um ano, dois, três? Se já nos dermos com essa pessoa a algum tempo?

 

O professor continuou a sua conversa, sobre a amizade etc. Perdi-me a olhar para  a janela, estava a chover e recordei os intervalos com ela, aquele dia de Novembro que faltamos a aula de História e que passamos a tarde toda como duas crianças, a correr a chuva e depois fomos beber um chocolate quente, as nossas maluqueiras e sorrisinhos para o empregado :p Outros momentos, dias passaram pela minha cabeça.

 

Professor: Quero que escrevam o nome de uma pessoa que consideram o vosso melhor amigo num papel, e depois quero que dêem apenas uma razão.

 

Apenas o nome dela me vinha a cabeça, fechei os punhos e fiz força para não chorar. Consegui chamar o professor ao meu lugar, que por acaso era no fim da sala, e pedir-lhe que me deixasse sair porque não estava bem. Compreendeu-me e deixou-me sair, mas tenho a certeza que lhe devo uma explicação.

 

E da próxima vez? Vou conseguir aguentar-me e fingir-me de forte à tua frente?

 

_________________________________________________

 

 

 

Ela a cada dia me desilude mais e ainda por cima parece que está tudo contra mim: cada corredor daquela estúpida escola faz me recordar um momento contigo, uma gargalhada contigo, um jogo contigo, um abraço contigo, um sentimento contigo, apenas qualquer coisa contigo. Alguém sabe como se podem esquecer dois anos? Dois anos em que pensamos, que temos a amizade perfeita, aquela amiga especial que vai lá estar sempre, no nosso momento mais importante, no momento mais difícil, no nosso casamento, no nosso divórcio, no nascimento do nosso filho/a, nas festas, nas discussões, nas doenças ...

Mudas-te da noite para o dia, esqueces-te de tudo como quem muda de camisa, e simplesmente olhas de lado ou viras a cara.  Muita gente sabe, sabe essa razão. A razão da tua mudança, quando a questiono: MENTEM, o que me faz mais infeliz.

Nos primeiros dias, fingi-me de forte e dizia que não fazia mal que tinha mais pessoas, pessoas que me faziam feliz. Talvez tenha, uma ou duas mas ninguém te iguala o que me enerva. Apenas preciso dela e só agora é que percebo.

 

Desculpem se não postar hoje :$

Comentar:

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.