Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sweet Nothing

Sweet Nothing

Obrigada

És o orgulho de um país, e de muitas pessoas espalhadas por esse mundo fora. Como é possível um país tão pequeno como o nosso criar enormes pessoas como tu? És nosso, pertences-nos e é tão bom poder dizer que sou da mesma nacionalidade que o melhor jogador do mundo. 

Se alguém tinha dúvidas de que o prémio era merecido, essas mesmas dúvidas desfizeram-se assim que te viram no palco, com os olhos rasos de água a agradecer. E, naquele momento, quem duvida da tua humildade acho que passou a acreditar na mesma. És humilde, continuas o mesmo rapaz que saiu um dia da Madeira em busca de um sonho. Serás sempre, e digo isto sem te conhecer pessoalmente ou ter tido qualquer contacto contigo ou com um dos teus, o menino da Madeira, o menino da mãe Dolores, o orgulho das irmãs ... E, o orgulho do nosso país.

Se, há alguns anos atrás os avôs/pais de muitos de nós se emocionavam por ver o Eusébio jogar e conquistar o título que tu conquistaste ontem pela segunda vez, agora é a nossa vez. Obrigada. Obrigada Ronaldo por me fazeres arrepiar em cada golo que marcas, em cada vitória que conquistas para o teu clube e, especialmente, para a nossa seleção. Obrigada, por me teres feito chorar assim que cheguei a casa. Obrigada pelas borboletas na barriga assim que te vi em cima daquele palco. Obrigada.

Porque o futebol é isto, a magia do futebol está em transmitir sensações ... Em emocionar os espectadores, e ontem cumpriste uma das maiores vitórias da tua vida: a conquista do prémio que todos te atribuíam. 

Para mim, não era preciso nenhum troféu com mais de sete quilos ... Para mim, serás e já és há muito tempo o MELHOR JOGADOR DO MUNDO. 

5 comentários

Comentar post