Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sweet Nothing

Sweet Nothing

O sabor da vitória

Nunca pensei que vencer umas meras eleições me dessem tantas alegrias, e tantas complicações ao mesmo tempo. Sabem quando o "fanfarrão divertido" da escola vos convida para alguma coisa e não conseguem dizer que não? Foi mais ou menos o que aconteceu com a lista. O D, o "fanfarrão divertido" convidou-me a mim e há maior parte do meu grupo de amigos para fazermos parte da lista dele, isto mesmo antes das aulas começarem. Acabei por aceitar porque me pareceu uma aventura interessante, e verdade seja dita, sempre quis participar numa lista de associação de estudantes.

Assim foi, entregamo-nos de corpo e alma ao desafio. Acontece que começamos a organizar as coisas cedo - talvez cedo demais, para ser sincera - e por mais atividades que propussemos ao D. ele não queria saber nem fazer nada, pensava que a vitória estava assegurada.

A outra lista, a lista adversária com a qual também me dou muito bem e está também uma grande parte dos meus amigos, não ficou quieta. A verdade é que até ao dia de hoje as coisas foram muito renhidas e o próprio resultados das eleições o demonstrou: ganhamos por 12 votos de vantagem.

É bom sentir o esforço recompensado, é bom quando lutamos por aquilo que queremos e conseguimos mostrar aos outros que as nossas ideias são melhores e darão maiores frutos em nome de uma coisa em que todos acreditamos. Juntos, conseguimos mostrar ao D. que algo tinha de ser feito, que não tínhamos entrado numa lista só para ficarmos com o nome grande ou para sermos apelidados " aqueles da lista A" ou como " a lista que perdeu". Entramos nas coisas para mostrar que somos a "lista vencedora", a "lista que merecia" a "lista que teve mais votos". Conseguimos, e foi bom, foi tão bom.

Uma das coisas que mais me custou durante o dia de hoje foi, nos intervalos e nos poucos espaços livres que tive, olhar para o sítio das eleições e ver colegas que eu sabia que iam votar contra nós. Acreditem, isso é o que custa. Vocês estão ali, sem saber muito bem o que vai acontecer ao fim do dia, e quando olham para o local de todas as decisões o "inimigo" está a ganhar pontos. É duro, muito duro.

 

Para melhorar o dia, os meus meninos lançaram o primeiro single do novo CD que estará nas lojas a 25 de Novembro, ou seja, daqui a um mês. A música é absolutamente linda e nota-se uma grande evolução na voz deles, nos solos que fazem e na maneira como interpretam a letra. Adorei, e estou viciada. Alguém por aí gosta?

Para a noite ficar perfeita, era ele lembrar-se que existo....

6 comentários

Comentar post